La Scala de Milão (Teatro alla Scala): informações úteis, horários de abertura, história, curiosidades, endereço e mapa


La Scala de Milão (Teatro alla Scala)

Um pouco da história do La Scala de Milão

No incêndio de 25 de fevereiro de 1776, o Teatro Ducale foi destruído e os noventa proprietários dos seus palcos pediram ao Arquiduque Ferdinando da Áustria para construir um novo teatro. O primeiro projeto do arquiteto neoclássico Giuseppe Piermarini foi rejeitado pelo governador austríaco, porém o segundo foi aceito pela imperatriz Maria Teresa I. O novo teatro leva esse nome porque foi construído no lugar onde antes ficava a igreja de Santa Maria alla Scala. A igreja foi demolida e, em dois anos, Pietro Marliani, Pietro Nosetti e Antonio e Giuseppe Fe construíram o novo edifício, inaugurado em 3 de agosto de 1778 com o nome de Novo Teatro Regio Ducale alla Scala. Como muitos outros teatros da época, La Scala era também um cassino.

A estrutura original foi refeita em 1907 com as caraterísticas arquitetônicas que hoje vemos. Em 1943, os bombardeios da Segunda Guerra Mundial danificaram tão gravemente o teatro que ele precisou ser reconstruído, sendo reinaugurado em 11 de maio de 1946 com um concerto regido por Arturo Toscanini. O Teatro la Scala foi palco de diversas óperas famosas e teve um relação muito especial com o compositor Giuseppe Verdi.

O teatro foi restaurado de 2002 a 2004 com o projeto do arquiteto Mario Botta. Durante esse período a sociedade se transferiu para o Teatro Arcimboldi. O projeto de restauração afrontava duas filosofias diversas. A primeira era demolir toda a área atrás do palco para criar uma área de serviço moderna e funcional “digna de um dos teatros mais importantes do mundo”, e a outra filosofia era devolver o seu esplendor original eliminando todas as modificações posteriores. No final as duas ideais foram combinadas com um resultado fantástico.

Para a reinauguração do teatro foi escolhida a mesma ópera usada na primeira inauguração “A Europa Reconhecida" de Salieri.

O que é o La Scala de Milão atualmente?

Hoje, edifício onde fica o La Scala de Milão possui um museu com uma extraordinária coleção de pinturas, esboços, estátuas e outros documentos relacionados à ópera.

Além disso, depois da última renovação, os tapetes e pinturas que escondiam o mármore original foram removidos e, dentro do possível, a decoração do século XVIII foi recuperada. O espaço adicionado à parte atrás do palco tem capacidade para mais cenários ao mesmo tempo. Por outro lado, os assentos foram equipados com monitores para selecionar o idioma do libreto, sendo possível escolher entre inglês, francês e italiano.

Curiosidades sobre o La Scala de Milão

Sabia que o compositor Giuseppe Verdi não se apresentou por muitos anos no teatro La Scala? Apesar da relação especial de Verdi com o teatro, ele acusou a orquestra de modificar a sua música.

Sabia que Maria Callas estreou no La Scala de Milão em 12 de abril de 1950 com a Aida? Infelizmente a reação do público foi tão fria que ela abandonou o palco sem terminar a interpretação. Na segunda apresentação do mesmo trabalho, em dezembro, alcança o sucesso e recebe o nome de a Divina.

Por que visitar o La Scala de Milão?

O Teatro La Scala de Milão é um dos Teatros de Ópera mais importantes do mundo. Localizado na praça central da cidade, próximo à Galeria Vittorio Emanuele II e à Praça Duomo de Milão.

Desde a sua construção e por mais de dois séculos, o Teatro la Scala de Milão adquiriu prestígio no mundo todo. Nele se apresentaram os maiores compositores, cantores célebres, regentes, diretores e corais cujos nomes permanecerão para sempre na história da música clássica e lírica. Entre eles podemos citar Alfredo Catalani, Giuseppe Verdi, Giacomo Puccini, Gaetano Donizetti, Gioacchino Rossini, Arturo Toscanini, Victor de Sabata, Guido Cantelli e Tullio Serafin.

Outras atrações nas proximidades

Não muito distante do Teatro La Scala de Milão está localizada a maravilhosa Galeria Vittorio Emanuele II, também conhecida como “Salotto di Milano”. Uma galeria comercial projetada no século XIX que contém as lojas mais famosas de Milão e restaurantes com terraços na sua frente. Uma das entradas dessa belíssima galeria está voltada para a praça onde fica o Duomo de Milão. O Duomo de Milão é uma impressionante expressão da arquitetura gótica presente no coração da cidade.

Além de visitar o interior desse majestoso Duomo, também é permitido subir no terraço. O terraço panorâmico ocupa praticamente toda a superfície do teto e possibilita passear admirando a esplêndida visita da cidade.

Muito perto do Teatro La Scala de Milão encontra-se a Pinacoteca de Brera, considerada uma das melhores coleções de arte da Itália por conter obras de grandes artistas como Raffaello e Caravaggio.

Informações Úteis

Horários de abertura

Aberto todos os dias das 9:00 às 17:30

Última admissão às 17:00

Fechado em 7 de dezembro, 24 de dezembro à tarde, 25 de dezembro, 26 de dezembro, 31 de dezembro à tarde, 1º de janeiro, Páscoa, 1º de maio e 15 de agosto.

Endereço e Mapa

Via Filodrammatici, 2 - Milão.

Ver mapa

Acesse comodamente os museus, utilizando o nosso serviço de translado!
SERVIÇO DE TRANSLADO
SERVIÇO DE TRANSLADO
Reserva Agora